Atleta Luan Barbieri – Seleção brasileira de Polo Aquático

Atleta Luan Barbieri – Seleção brasileira de Polo Aquático

Por Fabiana Honorato em 24/05

Preocupação de mãe gera boas ideias. Mãe bem sabe: bom mesmo é filho ativo; filho sedentário pode ser fonte de desavenças no futuro. O escritor Rubem Alves, em seu livro Ostra feliz não faz pérola, escreveu um pequeno texto sobre ideias boas: “… as ideias boas vêm quando elas querem, nas horas e lugares mais absurdos… a única coisa que se pode fazer para ter boas ideias é não tentar ter boas ideias…”. Uma mãe conheceu o projeto da ABDA e teve a boa ideia de colocar seu filho para participar.

Começou com natação e a oportunidade de conhecer o polo aquático apareceu. Essa modalidade, ainda não conhecia, mas experimentou, gostou e pratica até hoje. Foi assim que o atleta Luan Barbieri começou sua história no Polo Aquático. O incentivo maior veio da mãe, aquela que teve a ideia boa.

Ser atleta não estava em seus planos, mas aconteceu naturalmente. E rotina de atleta é disciplinada! Alimentação regrada com  auxílio de nutricionista, rendimento escolar alto, treinos no período da tarde a semana toda, viagens para competições. A rotina é puxada, mas não impossível para o atleta revelação. “Me esforço ao máximo para tudo”, diz.

O esforço contínuo e dedicado rendeu louros! Já participou de competições em países como Itália, Colômbia, EUA e Canadá. Recentemente integrou a seleção brasileira no Pan Americano Juvenil em Cali na Colômbia; ganharam de virada e trouxeram o ouro para casa. “Vencemos de virada com 1 gol de diferença. A torcida adversária era muito boa e não havia muitos brasileiros na arquibancada. A equipe se adaptou durante os primeiros jogos e evoluiu no campeonato. Conseguimos nosso objetivo que era o ouro”, comenta Luan.

Polo-aquatico---atleta-Luan---bodyrock

Destaque: Atleta Luan Barbieri, da ABDA.

O foco agora é o Pan Americano no Peru, em julho. E o sonho a longo prazo dentro do esporte é melhorar, evoluir e integrar a seleção brasileira. Luan já pensa na faculdade, o curso é Direito, mas nada de abandonar o esporte, já tão enraizado em sua vida.

Maduro com pouca idade, Luan deixa a lição de casa para quem almeja objetivos:

“Tudo o que for fazer, faça com dedicação. Se fizer algo mal feito o trabalho será dobrado pois terá que refazer. Dedique-se com o corpo e a alma naquilo que fizer! ”.

Luan, obrigada pela conversa tão agradável! Você já é um bodyrocker. Sucesso e parabéns por todas as suas conquistas!

*Artigo originalmente escrito por Glória Maria Santos.